UNIDADE I - TEL./FAX.: (11) 4112-0698 - 11 95727-7777
RUA AMÉRICO BRASILIENSE, 1490 - 4 ANDAR CHA. STO. ANTÔNIO  - SÃO PAULO / SP

800M METRÔ - LINHA LILÁS - ESTAÇÃO BORBA GATO

 Instituto Flavio Bock - CURSOS DE HIPNOSE CLINICA  de São Paulo, SP - CNPJ : 28.747.902/0001-05.

https://hipnoterapias.com.br

  • Facebook Round
  • YouTube - Black Circle
  • LinkedIn Round
Buscar
  • Flavio Bock

Terapia do Luto - Hipnose Clínica com Pnl

em transe Hipnótico,



Peça para o paciente ir para uma sala que tenha duas cadeiras vazias (imaginação).

Solicite para que o sujeito sente em uma delas, chame a pessoa a receber o luto para sentar em outra cadeira.

Após isto, diga ao sujeito: O que você tem a dizer para esta pessoa?

Peça para o sujeito dizer tudo em voz alta.

Aguarde ele dizer tudo que quer dizer, e ao final pergunte: você já perdoou esta pessoa por ela ter morrido e não ter dado a chance de você se despedir como gostaria?

Caso a pessoa responda que sim, siga para o próximo passo.

Caso responda que não, peça para ela dizer como ela se sentiu pela pessoa ter partido sem ter dado a ela a chance de se despedir.

Após isso, diga ao sujeito:

Vou contar de 3 a 1 e você vai para a melhor cena que esteve com essa pessoa.

3,2,1, vá para a cena. Como você se sente nesta cena?

Aguarde a resposta da pessoa.

Após a resposta, diga:

Agora, se imagine naquela sala com duas cadeiras, e chame esta versão da pessoa, deste momento maravilhoso.

Após a resposta, diga ao sujeito:

Agora, você vai repetir as seguintes palavras para esta pessoa:

(nome do falecido), eu sei que você errou em vida, pois, como todos vocês não eram perfeitos, mas hoje escolho olhar para os momentos bons que tivemos.

Por isso, te perdoo, por tudo que tenha feito para mim que me causou algum mal, de forma inconsciente ou consciente.

Também assumo que posso ter falhado, e por isso te peço perdão pelos momentos em que te fiz mal, de forma consciente ou inconsciente.

Me desconecto de toda dor, fica a saudade, mas também o amor, a gratidão e os aprendizados.

Peça ao sujeito que perceba que existe uma porta, caminhar até ela , abrir e perceber uma luz branca intensa e repetir, olhando para o falecido, em voz alta:

Falecido, após estas palavras eu te afirmo, você morreu e eu estou vivo.

Te agradeço por tudo, te perdoo e te liberto, permito que você parta.

Permita que ele vá, e que se misture com a luz.

0 visualização